imagem de ukulele player minhas tablaturas

Ukulele, um instrumento universal

O ukulele é muito fácil de aprender na função de acompanhador, ideal para quem gosta de cantar.

Como tem quatro cordas (a guitarra tem seis), para se fazer um acorde são requeridos menos dedos a pisar cordas.

O ukulele praticamente não tem sons graves, ao contrário da guitarra. Uma guitarra mal tocada incomoda precisamente por isso, pela presença excessiva de graves. E isto quer dizer, sim, que mesmo rasgueado com falta de delicadeza o ukulele não incomoda no acompanhamento da voz.

E por isso funciona tão bem a reunião de grandes grupos de amadores de Música a tocar ukulele em simultâneo. É um instrumento que nos dá uma resposta sempre delicada, mesmo quando tocado por um principiante

É um instrumento que tinha tudo, à nascença, para ser étnico e conhecido por poucos, mas que veio a tornar-se esmagadoramente universal, e isso não aconteceu por acaso. A razão é porque ele é económico, é porque afina rapidamente, porque se pode levar para todo o lado em qualquer meio de transporte, porque é mesmo fácil de «pôr a funcionar» em pouco tempo. Além disso, há uma liberdade total da parte dos constutores para produzir ukuleles muito coloridos e desenhados, tornando-os apelativos para aquelas pessoas que não abdicam do visual festivo quando se trata de tocar e cantar.

Fora isto, o ukulele é capaz de muito, e aí entra-se no mundo da Música a um outro nível, mas isso para quem quiser, até porque o acompanhamento puro e simples pode deixar de ser simples, como vemos na bossa nova ou no jazz.

É interessante ver nos festivais alguém a tocar Bach, alguém a tocar Jazz, sim, mas, democraticamente estão lá também inúmeras pessoas que conhecem meia dúzia de acordes e que vivem felizes com isso (pois há milhares de canções de três acordes).